quinta-feira, 5 de novembro de 2009

A comédia dos erros

Para Hugo, que me cedeu seu apóio logístico.


Para onde vão os trens meu pai?
Para Mahal, Tami, para Camiri, espaços no mapa, e depois o pai ria: Também para lugar nenhum, meu filho, tu podes ir e ainda que se mova o trem tu não te moves de ti
( Hilda Hilst)



Dante ardia em febre enquanto descia brincando o inferno & você me queima como se fosse Nero tocando suas canções intermináveis sobre o dia em que o amor pegou suas malas e saiu de férias. Maomé delirava enquanto sua voz desenhava o alcorão e Moisés riu amargamente das leis que nos prenderiam para sempre numa tábua de mármore
e eu tenho dado as mesmas amargas risadas por ter me prendido para sempre dentro de você
que me arranca como parasita, que arrasta meus cândidos sonhos pelo chão até que sobre apenas a intenção de sonhar, mas sonhar tem me cansado muito.

Prefiro a ilusão que provém dessa loucura que percorre minha pele & faz você delirar.
(O último cigarro apagado não é mais especial porque não nos é dado saber ser ele o último ou o primeiro de um maço longinquo
porque interminável)

42 comentários:

Hugo Crema disse...

Por tardes loucas sempre, mesmo que a mil quilômetros de distância.
Por sexos de boas-vindas perpétuos, queria me lembrar da minha aliteração descrevendo-o e preencher este espaço.

Hugo Crema disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Augusto Mota disse...

Parabéns pelo blog, te linkei lá no Hippies & Beatniks.
Namastê

Angélica Lins disse...

A de fato coisas difíceis de saber se: são as últimas ou o ínicio de tantas outras...

Obrigadapela visita e por seu doce e gentil comentário.
Parabéns por este intenso lugar!

Beijo

Rafael disse...

Sonhar cansa, amar também cansa.

E eu amo tanto essa sua loucura que dá vontade de roubá-la prá mim
(a loucura, você também)

Julia disse...

Deus deu a Moises o motivo de piada maior.
Querida, ai caramba, você é foda

Dan disse...

Eu jamais te arrancaria de mim, mesmo que quisesse.
Eu prefiro a tua loucura com a minha sobre nossas peles.
E eu sou meloso master mesmo, te amo

Mai disse...

Hilda Hilst foi perfeita mas você arrasa e ainda faz rir um sorriso natural como aqueles que se dá quando se descobre algo valioso. É sério. vc. escreve de modo incomum.
E fazendo o link entre a Hilda e teu texto, onde você for, você vai e leva consigo, numa mala intransferível seus amores, paixões e, óbvio - vc. mesmo.

Beijos, Katrina

Heloísa Vilela disse...

Gosto desses amores que viram poemas!

Marcelo Mayer disse...

este não é mesmo o dante que conheço e muito menos moisés, a quem messias quebrou os dez mandamentos. opa! estou entregando a verdade! rs
ah sim, cigarro não é ilusão!

Cadinho RoCo disse...

Depois de tanto viver a humanidade parece rejeitar suas próprias rugas.
Cadinho RoCo

Lelli Ramz disse...

Adoreiiii ...Prefiro a locura..

eu tb!

bjinhus, loucuras e lucidez


Lelli
seguindo-t

Vanessa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Juliano disse...

Tudo é uma ilusão.

O fim, não impede que seja o inicio de algo.

Beijoooos

Jéssica disse...

Porra, deixa de parecer tanto com CFA :~

Adorei a paradinha do cigarro :D

;**

Felipe Braga disse...

História interessante.
Fiz várias ligações com outros textos.
Adorei.
Beijos.

Bê Matos disse...

"Sonhar tem me cansado muito."
Disse tudo, Katrina.

É, cansei.
:*

Gian Fabra disse...

quando terminei de ler, sem perceber acendi um cigarro...

acho q foi um suspiro.

Daniel disse...

A comparação com um parasita invasor daquele corpo foi muito bom.

E os cigarros sempre acabam sendo nossa melhor companhia nesses momentos infindáveis. Melhor até do que uma bebida.

Temos essa tendência de nos prender as pessoas mas com o tempo aprendemos a maneirar isso.

Beijos

Luna disse...

sempre os cigarros entre nós...sempre.

a gente precisa formar um clube.rss

Maria Andrade Vieira disse...

hildices e pivices... não podia dar em coisa ruim. ótimo como sempre.

Paulo Vitor Cruz disse...

teclando por aqui p devolver a visita e agradecer a sua aparição no meu blog... tbm p convidar vc p voltar mais vezes... tbm p teclar q o seu lado 'quase escritora fracassada' é cativante, chica... e tbm p teclar q curti o seu jeito de escrever e virei o seu seguidor...

bai bai.

disse...

aH.. suspirei u_u

Paulo Braccini disse...

agradecendo e retribuindo o carinho da visita ... e q surpresa agradável encontrei por aqui ... seu trabalho é uma viagem ... já estou há mais de uma hora navegando por aqui ... sensacional ... seguindo e linkado ... bjux

;-)

Anuska disse...

Vou para onde me levam. Beijo

Marcel PH disse...

Tu faz uma dança com as palavras que me deixa meio bobo.

Cαmilα ♥ disse...

"Prefiro a ilusão que provém dessa loucura que percorre minha pele & faz você delirar."
Poesia da boa!


Amay aqui.
BeijOs

Fernanda disse...

Obrigada pela visita em meu blog...
seu blog,é lindo,itenso,cheio de amor e tantas outras coisas que é mais facil ser sentida.

Hneto disse...

O último cigarro é sempre o proximo, salve a loucura do acaso.

Tatiane Trajano disse...

é tão ruim se trancar dentro do outro.
preferia estar em mim mesma...

=S

Márcio Vandré disse...

Um belíssimo blog o seu!
Infelizmente estou sem tempo agora para conferir um comentário à altura do post.
Mas prometo voltar!
Lhe sigo a partir de agora!
:)

Au revoir!

Mariana Andrade. disse...

muito intenso o que escreves. chegou a queimar-me também. assim como certa pessoa, e cigarros.

muito bom.

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Pensar que você é quase uma escritora fracassada me dá, ao mesmo tempo, arrepios e risos. Meu Deus, o que será de mim? Putz, você é danada, hein!?!?

Natacia Araújo disse...

A ilusão é mesmo sempre preferencial. Nela até os maços de cigarro podem ser intermináveis.
Agonia é desejar isso.

Hosana Lemos disse...

eu estou em choque!
caramba, NOSSA.
muuuuuuuuuito bom, meeeesmo.

putz, dos que eu já li por aqui, creio que esse foi o melhor

.

Ludmilla disse...

Graças a Deus, eu não estou presa mais, essa coisa de ficar preso, mesmo no amor, cansa viu, ontem mesmo dormi mal pqe meu "namorado" me ligou 2 min antes de chegar em casa, e como ele nao tem cel, completei 4 dias sem ouvir a voz grossa e rouca dele. Desgraça.

Desmanche de Celebridades disse...

Começa com pensadores e profetas, a invasão do parasita, e termina tudo com um cigarrinho pra relaxar.

Rene Serafim - "Juninho" disse...

E essas palavras nos fazem sentir o delírio (...) do que não precisa ser dito.

Tatiane Trajano disse...

tem selo pra vc lá no blog

Jeany disse...

Loucura...mil vezes a loucura!

Obrigadinha pela dica no meu blog!

COMMMMMMmmmm certeza quintal+cerveja ia ser o programinha mais em conta e compatível com meu precoce bolso, rs!

Contra a lei da economia...acabei optando por ir a Maresias! Seja o que Deus quiser!

Vanessa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Saulo Vinicius disse...

Muito bom o blog. obrigado pelo visita, adorei conhecer aqui.

Adorei a comédia dos erros!