quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Vaso.

Estou olhando pelo lado de fora da janela e estou vendo o nosso velho vaso, ao longe.
Você não regou as plantas, estão meio secas e as flores parecem que estão mortas a algum tempo, queria sentir uma pontada de pena mas o que sinto é quase um desespero. De longe o vaso parece intacto, eu tenho vontade de rir um pouco com o que eu vejo, me controlo para não parecer patética. Mas só nós dois sabemos o quanto esse vaso já foi consertado, noites e dias a fio que nós dois, íamos colando os pedaços sobre outros pedaços e pegávamos outros pedaços de outros vasos, e nem sabíamos onde colar os pedaços, íamos colando em qualquer lugar sem se importar com o resultado, achando que se manteria firme e duraria por mais algum tempo. Olhávamos para ele como se fosse novo, se a cada dia fosse diferente, mas, se lembra, ele começou a parecer tão normal, tão ele mesmo, que virou mera peça de decoração no canto da sala. Por muitas vezes ele caia, juntávamos os cacos, já sem nenhum sorriso no rosto, apenas conformados que se quebrasse, oras, tínhamos cola.
Mas agora, vendo com outros olhos, meio míopes admito, eu vejo as imperfeições dele.
Olho pros meus dedos cheios de cola & me sinto cansada de tanto remendar.

16 comentários:

Francisco Jamess disse...

você anda lesada de cheirar cola.
(piada interna que nem a Katrina vai rir)

esse foi lindo. (y)

Marcel Hartmann disse...

A última frase foi de impacto, adorei.

Marcos Andrade disse...

Eu vivo quebrando os meus vasos... e também já cansei de tentar colá-los.

The Blues Is Alright disse...

Se as flores parecem que estão mortas há tanto tempo e o vaso parece uma merda e você se sente grudenta de cola e tá cansada dessa porra toda, é hora de comprar um vasinho novo, cortar o toquinho da planta, pegar umas novas, misturar, deixar ao ar livre para se regar com a vontade do céu e ir fazendo a janta.

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

E o vaso nada mais era do que amor deles, que de tanto remendo se esgotou...

(você mesmo que sem querer foi citada no meu último post, ha ha ha)

Abraços

Ricardo Pancho disse...

chega de remendos... será melhor pra vc... mas será melhor ainda pro vaso...

Daniel disse...

Muito interessante a maneira como relacionou o vaso quebrado e remendado com um relacionamento falido mas que é difícil desfazer-se dele. Pelo menos foi assim que entendi.

Acho que até devemos nos dar algumas chances, mas depois de um tempo é ficar dando cabeçada na parede. Só se machuca mais.

Beijos

Ferdi disse...

Que triste esse :/
Mas sempre bom, né.. você é muito boa.

carolina disse...

alguns vasos foram feitos só pra ser quebrados mesmo. pela experiência, entende?

Natália Corrêa disse...

Meu coração parece esse vaso, mas eu ainda não cansei de remendar...

Mai disse...

Olhando assim - de fora - Dá prá perceber por quanto tempo tentamos e mantemos guardados, objetos desintegrados. Vale pensar em nossos vasos (estes sim, de lixo e lembranças) Abraço, Katrina

Daiana Costa disse...

Quando se está cansado de consertar, o interessante a partir para um vaso novo.

Daiana Costa disse...

é partir*

Nadja Reis disse...

Muito bom!

Esse texto retrata muito bem meu momento atual...

o meu vaso não tem jeito mesmo!


=/



bjoss

Felipe A. Carriço disse...

Alguns vasos terminam com cheiro de crisântemos e muitos remendos irremediáveis.

baobah disse...

Tem horas que colar não adianta mais, temos que jogar o vaso fora e comprar um novo, começar de novo, mudar a sorte.