sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Concentrado de laranja

Foram 5 laranjas, um pouco de água e nenhum açúcar. Não é só o suco que costuma ser ácido, os pensamentos enquanto processo as frutas também o são, as suas palavras dentro das minhas palavras pingam pelo chão e não sei se conseguirei limpar a nódoa que ficará, talvez eu nem me importe assim. Gosto dessa decoração sob meus pés, pisar sobre elas me faz ser forte. Você ainda não chegou para o nosso suco das 5, nem me ligou avisando que se atrasaria. Seus sentimentos nunca são pontuais e agora me deixou pensando se tudo poderia ser diferente mais uma vez. Recentemente uma sensação estranha de perda toma conta dos meus braços. As mãos não estão vazias, você bem sabe, se não são as laranjas, são outras mãos. Não sei se devo deixar algumas lágrimas no seu copo, será que assim você saberia o gosto de ter te amado? Ando um pouco doente, já lhe disse? Tremo na ponta dos pés, perco o equilíbrio perto das suas recordações. Meu caso é clínico, uma paixão não anula a outra, multiplica, criam tumores que sangram eternamente dentro do crânio e na caixa toráxica. Aconselharam a me manter longe de objetos cortantes.
(mas em mais 6 minutos o suco fica pronto. Não se atrase mais uma vez.)

27 comentários:

Leandro Mayfair disse...

Ficou lindo e forte como um concentrado de laranja. Com essa escrita leve deu ainda mais peso a coisa.

.Leonardo B. disse...

[não é mais urgente o mundo que o sangue que violentamente, em permanente transgressão de velocidade, nos percorre, nos deixa rasto amargo no interior... urgente o mundo? que importa!]

um imenso abraço, Katrina
abraçimenso

Leonardo B.

João disse...

O amor só permanece naquele q ama. No outro nem lembrança.
Depois do copo, tudo acaba, e voltam as laranjas pra nossas mãos.

Ale Danyluk disse...

É por isso que o que importa é a maneira como vemos o copo.Ou meio vazio, ou meio cheio...
Nosso entusiasmo sempre arrebata com qualquer pessimismo.
Mesmo que esse esteja doendo bem dentro da nossa caixa torácica...

É o deixar viver pra não morrer.

Cada palavra sua, um salto em meus pensamentos.
Adorei
Beijoooooo
Ale

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

"uma paixão não anula a outra, multiplica, criam tumores que sangram eternamente dentro do crânio e na caixa toráxica"

Droga, e eu que achei que assim pudesse dar certo...

Natália Corrêa disse...

Concentrado de laranja faz mal para minha gastrite. Prefiro açaí, que parece sangue vomitado, de quando o amor se atrasa e me dói cá dentro.

Rene Serafim - "Juninho" disse...

essas coisas cítricas (o suco e o amor)... não saia ao sol, pois queima.

Dandara disse...

Acho que tenho feito sucos de laranja todos os dias, sem querer.

Débora Cecília disse...

eu diria que você deve fazer sucos de laranja diariamente... só pra eu poder ver escorrer na tela textos tão ácidos...

Mariah disse...

já tomei sucos de laranja em muitos fins de tarde...já senti esse gosto ácido e esse sentimento de perda...

Carolda disse...

Acidez é algo que sempre apreciei. Raramente coloco açúcar em um suco de laranja.
Adorei o jogo de palavras e como você transformou um simples suco de laranjas em puro sentimento.
Um beijo

Carol Mioni disse...

Bem concentrado e azedo. Do jeito que eu gosto.

Nathalia disse...

os problemas começam qndo a gente começa a pensar se tudo poderia ser diferente... ficar esperando sempre, é quase como comer comida fria: passou do ponto de ser gostoso.

:***

Lílian Alcântara disse...

Aquele fim de tarde esperando alguém que não chegou e continuo esperando até hoje. Como teve as "manhas" de me fazer relembrar e com carinho desta vez.

Daiana Costa disse...

Não há coisa que me deprima mais do que um atraso. A consideração vai parar no ralo da pia, junto ao suco ácido que acabarei por jogar fora.

E logo mais eu volto, Katrina. (:

Tatiane Trajano disse...

Ácido é gostoso!

Luna Sanchez disse...

Não gosto de suco de laranja, sabe? Me lembra ressaca, doença, enjôo. É isso : me faz pensar em remédio.

Gosto de água com gás e gotinhas de limão, às vezes, uma rodela de limão, no copo.

Sobre as lágrimas, bom, acho que é uma ótima alternativa, deixá-las lá.

Muito bom o texto, vou acompanhar teu blog.

ℓυηα

disse...

Uma paixão não anula a outra?
Droga.

Marcos Andrade disse...

Eu não perderia esse suco por nada...

Maria Andrade Vieira disse...

muito bom, hein

Nadja Reis disse...

Muitas metáforas,muitas metáforas...

mas é assim que eu gosto!

UEHEUEHEUEHEU


No fim é isso,enquanto houverem dores haverá arte...




bjoss

Rodolfo Alves disse...

Que sejam os ácidos a razão de todas as alucinações...

Márcio Ahimsa disse...

laranja é metáfora, suco é sangue, e tudo é uma paixão imensa de escorrer em sumo: depois, alguém sempre espera pelo que não vem.

Beijo, moça.

Queria também enxergar assim.

Camila Lopes disse...

A acidez pra mim é boa, mas para o coração não.
Uma paixão não anula a outra, nos faz lembrar ainda mais bela.

Seguindo o blog.
Beijos

lucas gandin disse...

Um copo pra mim, por favor!

Ferdi disse...

Ai, Katrina, que orgulho de você.

O Profeta disse...

O troar do trovão, esta incessante chuva
As estrelas choram todas as mágoas na terra
Onde param os Anjos, porque não nos acodem os Santos
O mal e o bem porfiam esta eterna guerra

As casas do sul ruiram todas
Tal como a esperança desesperada
Toquei no rosto de uma criança triste
Senti uma paz surgir do nada


Mágico beijo