terça-feira, 6 de outubro de 2009

Canto aos últimos dias da minha vida.

Chegou a hora
em que a gente se ergue e em que fala
aos séculos
à História
ao universo...
(Maiakovski)


Este mundo é um paraíso, veja: cada demônio
estrangula mil almas antes de sucumbir
Consumidor ou contribuinte, concorrente ou trapaceiro
o homem tem que vender seu sangue para continuar vivendo

As serenas virtudes, teologias ou ignorantes filosofias
se reduziram à sua exata expressão financeira
Todos se dizem cristãos, mas seu único Deus
é o dinheiro com que pagam o direito de continuar mentindo.

Os mercados e as lojas, os armazéns e as feiras
expõem nas vitrines a produção dos famintos
E os jornais exibem em vermelhas manchetes
a felicidade de quem conseguiu ganhar muito com isso.

O sex0, o prestígio, a crença, a liberdade
se disputam e se compram como qualquer mercadoria
que possa ser levada dentro de qualquer bolsa.

As máquinas me penetram e me deformam por dentro
por saberem que eu quero continuar o que sou
A dor assumiu a forma de passagem para o céu
e o amor não se pratica, porque é caro e perigoso.

Os exércitos se armam por todas as gerações
e nos agridem ferozmente em nome da defesa
As armas cospem balas tão suaves e doces que não matam
deixam vivo o morto, para lhe cobrar suas dívidas

A guerra devora o que resta dos espíritos
e o governo decreta que o povo deva se sentir em paz
A vida humana? Vale tanto quanto o nada.

Olhando o espaço, onde a luz corta a poeira
eu prevejo o meu mundo - presa de corpo e alma
Agrido meu semelhante, e sorrio
chamo meu governo de corrupto, renego meus votos
e saio cantarolando meu orgulho de nascer e renascer nesta terra

Por este mundo, que deve ser a entrada para o inferno
passo
e atiro minha alma na mais próxima fogueira.

A poesia de amanhã
será feita pelos poetas de amanhã
Então, se precisarem de uma imagem destes tempos
os restos do que fui respoderão ao infinito onde estiverem.

26 comentários:

Rafael disse...

Primeiramente, espero que escreva algo do tipo no nosso futuro blog.

Nossos últimos dias tem sido bem apocalipticos. Mal estar com Honduras(o que me causa um medo tremendo de uma guerra entre duas tão grandes e importantes potências bélicas latinas-americanas), o pãozinho com preço reajustado, o cigarro ameaçando o mesmo, umas chuvinhas de nada lá no sul.

A verdade é que, nas suas palavras, a coisa atingiu um patamar de "Porra, isso tá mesmo acontecendo?"

Ficamos aí, felizes com o Rio de Janeiro, com o resultado do brasileirão do final de semana, com o lançamento da próxima playboy e, ignoramos a merda toda que o mundo está se tornando. Mas é uma questão de querer mesmo ignorar.

Grande parceirinha 100%!

Natacia Araújo disse...

Somos mesmo espaços ocos testando superficialidades atrás de xícaras limpas.
Perfeito!

Eu e a Solidão disse...

Perfeito ainda é pouco pra expressar o que senti ao ler su texto>..
Parabéns!

Beijos!

Ricardo Rodrigues disse...

real e pessimista...

Julia disse...

Messiânica?

Eu me senti um pouco mal, porque é do tipo de poema que te põe de castigo para pensar no que tem acontecido. E eu pensei em tanta coisa, mesmo.

Katrina, já pensou na Academia brasileira de Letras?
Se não, deveria.

Homem Elefante disse...

Olá!
Muito obrigado pelo elogio, eu nao esperava por nada disso quando escrevi. agradeço mesmo!

Tatiane Trajano disse...

Ótima reflexão, Katrina.

Rene Serafim - "Juninho" disse...

Vende-se sangue, vende-se almas, vende-se corpos, vende-se vidas.

Juliano disse...

"..Todos se dizem cristãos, mas seu único Deus
é o dinheiro com que pagam o direito de continuar mentindo.."

Isso deveria ser emplacado e exposto em todas as cidades do mundo, como a maior verdade mundial.

Abaixo uma música que eu gosto, que até retrata um pouco disso.

♫..Hipocrisia
E falsidade
Os seus valores são dinheiro e o poder
Se ser adulto
É desse jeito
Então desculpe, eu nunca mais quero crescer..♫
Terra Do Nunca (ForFun)

Beijoooos e ótima noite.!

Diógenes disse...

tinhámos mesmo era que ter nosso corpo sem órgãos
livre
só intensidades
permanente imanência
máquina desejante

sem burocracias fisiológicas
nada de instituído

desejo desejo tantrico

Bê Matos disse...

E o amor não se pratica, porque é caro e perigoso. - ai, misericórdia!
Cada palavra sua, é carregada de sentimento. Impressionante. :)

Beijão. :*

Alter Ego disse...

Lindo,lindo, lindo. Eis aqui, um lixo de onde posso encontrar coisas boas. Sempre procurei no lixo a poesia sangrenta da vida. A poesia fedida que revela o horror que é alma humana diante das efemeridades, do capitalismo, do materialismo, do egoísmo e das mentiras. Adorei as palavras. Parabéns.

HSLO disse...

Belíssima reflexão! Amo esse lixo..aqui...


abraços


Hugo

Marcelo Mayer disse...

terminou de forma justa e sincera. poetas de amanhã... e que morram no outro dia!

belo! e de lágrimas

Nathalia disse...

ando pensando muito em relação aos meus restos.

Andarilho Descalço disse...

No bolso eu levo uma moeda de prata, e acho que vou comprar um pão e talvez algum mel e laranjada. Não preciso da moeda para isso de verdade, eu sei, mas de que outra forma posso me livrar dela?

'Ariane .( lla Belle )' disse...

Você é uma pessoa, que me deixa sem palavras, escreve tão lindamente, que agora tudo que leio seu, fica na minha cabeça por muito tempo parabens, parabens mesmo.

Annick Melo (: disse...

http://monologosencatados.blogspot.com/
Dialogos de filmes romanticos ;D
deve gostar...

~ Gaa.h disse...

Oii..
Muito bom seu texto!!
Bom mesmo.
Tudo que vc escreveul é a mais pura verdade!!

Muito legal seu blog!
Beijoos ~

Eu, Thiago Assis disse...

E olha que ainda há quem não pode vender nem o sangue pq senão não sobrevive o tempo necessário pro corpo repor o estoque.

No cd novo dos Titãs tem um música bem a cara desse teu post. se não conhece ainda confere depois "Amor por dinheiro" é a música.

Muito bom. Gostei de ter encontrado teu blog.

Maria Fernanda disse...

permita-se queimar, inteira. Mas não deixe que tua alma queime também, na mesma fogueira...

disse...

Calma, ainda estou pensando sobre o que li..

(e gostei de ler).

l u a * disse...

citar maiakóvsky é sempre sacanagem de primeira.

Juliano Detoni disse...

gosto das suas visitas

votlarei aqui hoje de noite se quiser tomar um café logo mais

te esperarei no

gtalk julianodetoni@gmail.com

ou msn juliano.detoni@hotmail.com

Daniela Filipini disse...

Incrivel!

Lucas C. disse...

Realmente incrível!
Muito bom mesmo!
O.O