quinta-feira, 13 de maio de 2010

Uma estação após.

Preencho minhas linhas com poemas
se bem que
eu poderia preenchê-las com trilhos
e fazer minha vida seguir adiante

14 comentários:

M.M.Soriano disse...

Touché!

Estrada de ferro perfeita.


o/

jamesp. disse...

Gostei muito.E não é assim mesmo a vida?
Um abraço.

Tatiane Trajano disse...

Então, segue adiante.

=*

Mai disse...

Teu texto me fez lembrar Milan Kundera "a terra do homem é o planeta da inexperiência."
A cada nova fase, uma nova, a inocência de não sabê-la. E inversamente não conseguimos matar a memória do que foi vivido.
Sendo assim é melhor pegar o trem e seguir.

abraços, Katrina.

Marcelo Mayer disse...

o problema será as baldeações

Luna disse...

porque eu achei que adoraria ter escrito isso?

HugoCrema disse...

Caracas, a Luna do Desce, oh!

Pois é, trilhos tortos são melhores mesmo que palavras certeiras.

Érica disse...

Trilhos!!! Eu nunca pensei nisso.
Fantástico..

Dandara disse...

mas trilhos não tem sentimento

JaqueFonseca; disse...

é uma...

Mikaele Tavares disse...

Às vezes, nossa vida segue um rumo tão diferente daquele que desejamos, mas percebendo ou não seguimos em frente!

Lara disse...

Encheria a minha de degraus. Mesmo que sejam cansativos e tirem o fôlego depois de algumas subidas.

lucas gandin disse...

então sigamos, mal rompe a manhã.

Matheus N. disse...

EUREKA!