domingo, 4 de julho de 2010

In memorian, abro as asas e digo ah!

Só com os mortos o universo é um espirro
(Roberto Piva)


Você que desenhou
uma São Paulo
feita de caos
sob loucura
espalhada
em versos
freneticamente
assombrados por Pessoa e Whitman
xamânicos
provavelmente no olho em que tudo vê Mairiporã
Atibaia, Jarinu
te saúdo aqui na praça da república
dos teus sonhos.

Te encontrar em alguma outra visão
que não seja 4 de julho de 2010
um corpo a se tornar cinzas que não aspiraremos
em carreiras tão explêndidas como a tua
encontrar em alguma
1961
e não ter piedade
dos menininhos que humildemente lhe ofereciam cu
metáfora perfeita para o amor
concebido entre as coxas.

Invocar os anjos
orgia assexuada
transe morfológico
anárquia transcendental
Orpheu e Hermes
numa luta corporal
um dos dois
estará a sua espera
fixo na fonte do paraíso

A pior foda
ainda será
a politicamente correta
contagem de votos nulos em vão
patriotismo popular de merda
conservadorismo
(conserva estragada, botulismo social)
rendidos, sem admitir
ao Totem Kapitalista
E março não seria o mês
mais terível
se não fosse julho
o mais vazio.


O que fica
sob a terra
é apenas um corpo
Sua vida
violenta ainda
cada palavra
que nasce
Tua voz é eterna
e sua alma
delira.

Vá em paz meu caro
mas deixe sua paranóia sobre todos nós.

9 comentários:

Rafael disse...

Uau, ficou foda, K.!
Grande perda poética e humana, a do Piva...
Bjs

Adriana Gehlen disse...

amiga;
copa do mundo e katrina.
duas paixões.


=]

Adriana Gehlen disse...

faz um perfil no facebook minha nega.
postei uma frase tua lá. haha.

"A pior foda
ainda será
a politicamente correta"

Marcel Hartmann disse...

Tua poesia marginal é beco sem saída.

Stella Rodrigues disse...

E março não seria o mês
mais terível
se não fosse julho
o mais vazio.
*0*

Erica Ferro disse...

Katrina, já disse que você é uma das maiores poetisas que já vi na blogosfera e não digo isso a toa, da boca pra fora.
Piva se sentiria honrado se pudesse ler esse poema.
Muito DUCACILDA!

E com certeza, ele deixou sua paranóia sobre nós, para sempre.

Disse e repito: muito bom saber que você leu minhas letras tortas.
Beijo.

Ale Danyluk disse...

Dizer o que mais???? Qualquer palavra seria descartável depois do seus textos.
Lindo!
Beijo
Ale

Germano Viana Xavier disse...

Vim conferir teu poema-homenagem, Katrina. Realmente no ponto certo para cantar Piva.

Apareça mais vezes.
Continuemos...

Talles Machado Horta disse...

Abriu as asas mesmo.