sexta-feira, 18 de junho de 2010

Mais uma

E talvez você jamais saberá
o quanto de você em mim reflete
no que sobra
dessa bebida
que peço
humildemente
mais uma dose.

12 comentários:

Allyne Araújo disse...

esses seus versos estao lindo Katrina.. beijaoo!!!!

Maria Vieira disse...

existe tanto no fundo de um copo, de um saco, de um mundo, de um nada.
bjos.

Me permita disse...

Oi, minha querida! Desculpe a demora em visitar-te... Muito trabalho! Mas, é sempre bom encontrar um espaço tão aconchegante e interessante! Tenha certeza que voltarei para algumas doses... bjs

Dandara disse...

o quão é difícil pros outros olhos se enxergarem dentro de outros corpos.

Marcel Hartmann disse...

Copo tá meio cheio ou meio vazio

Hosana Lemos disse...

se ele percebe ou não, para mim já não importa.

The Blues Is Alright disse...

Os meus têm gosto de gargalo (ai, como sou maloqueira).

Sylvia Araujo disse...

Eu gosto daqui porque as tuas letras me deixam um gosto amargo na boca. Aquele que eu sempre tento esconder com um Trident de canela.

Otto_M disse...

Nem todas as sobras de doses do mundo deixarão de refletir o amor ou a saudades que se tem por alguém. Coisa de gente grande, Katrina "Meirelles". Sem rasgação de seda.

Adriana Gehlen disse...

provavelmente jamais.

Tâmara disse...

Eu também tenho um reflexo de algém em mim. Acho que todos nós temos. E ainda bem que é assim. Caso contrário, eu andaria embriagada de mais uma dose.

beijos

Rene Serafim - "Juninho" disse...

Mais duas, três... mais quantas forem necessárias para satisfazer o corpo ou a alma...