sexta-feira, 26 de março de 2010

In a sentimental mood

Para aquele com quem dancei numa noite qualquer.



Encontro em minhas peças o seu sorriso espalhado, fragmentos de uma história descrita em um único suspiro de tantos outros a preencher minhas linhas. Meus dedos invadem cada nota doce vinda dos seus movimentos, uma valsa a dois em uma estação onde o destino poderia ser o paraíso ou poderia ser somente a eternidade daquele exato momento,onde suas mãos arrancavam minha cintura e seu coração explodia no meu peito. Se o meu olhar estaria encontrando o meu olhar perdido ali entre o seu, ou se os seus lábios encontravam o seu sorriso perdido no meu rosto, nunca saberemos.
Mas Coltrane gentilmente nos cedeu uma canção
para que embalasse nossa saudade.

14 comentários:

volpert disse...

Um piano que não vou esquecer tão facilmente, uma dança que não vai sair dos meus pés

Jou Jou Balangandã disse...

Lindíssimo, tanto o post quanto o comentário do Volpert.

Parabéns aos dois!

Veronica Rodrigues disse...

Adorei o blog. Sigo-te.
Beijo e bom final de semana.

http://coffeeblogandcigarettes.blogspot.com/

Mikaele Tavares disse...

E eu que tenho a música, mas falta a dança..

Camila disse...

qe liindo *-*

Ferdi disse...

Own, sua fofinha, está apaixonada.. :)

Mai disse...

Ontem eu li este teu texto e agora novamente. As vezes a gente faz uma blindagem porque sabe bem o quanto dói e o quanto se despedaça.

Coltrane é tudo.
abraço vc.

Eu,Pamela Gama. disse...

Nunca gostei do nome do seu Blog, poderia ser "maravilhasdetextos.blogspot"

Dandara disse...

gosto do cheiro das lembranças em canções.

Luna Sanchez disse...

Ah, Coltrane...!

ℓυηα

Felipe A. Carriço disse...

Ultimamente o que menos as pessoas fazem é dançar agarrdinhos. A proximidade assusta.

Sylvia Araujo disse...

Dança linda, cheinha de emoções. E da saudade, bem embalada, fica a valsa de um único suspiro no momento pra sempre.

Adoro os teus textos.

Meubeijopravocê

Hank disse...

Muito bom garota!
Gostei.
Cheers

Érica disse...

Lindas imagens nessas palavras.

Beijos