quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Autobiográfico não autorizado

Você sabe o que é um poema, Esther?
- Não, o que é?
- Um pouco de poeira.
- Poeira são os cadáveres que você retalha. Poeira são as pessoas que você pensa que está curando. São poeira da poeira da poeira. Para mim um bom poema dura muito mais do que centenas dessas pessoas juntas.

(Sylvia Plath - A redoma de Vidro)



Ao meu grande amigo novelista do passado convertido no mais brilhante futuro


Ainda acredito que escreverá uma das melhores novelas autobiográficas de sarjeta já publicadas aqui e no céu, e que todos nós estaremos comemorando nossos pequenos fracassos em arrecadações lucrativas para o mercado literário em menos de 10 anos, devido a nossa imensa pressa de nos tornarmos imortais em prateleiras de sebos a 5 reais cada livro, mas ainda teremos a mesma esperança que tínhamos no ínicio, quando só queríamos escrever e escrever qualquer coisa que estivesse grudada em nossos dedos e incomodando nossa alma, como pedrinha dentro de um sapato furado.
Se os meus personagens são frutos da minha imaginação, os seus (e te invejo) são da sua realidade, desse teu passado que para qualquer um deve ter saído de algum desses seus livros jogados pelo quarto. Agora você pode brincar de Deus, retrocedendo o tempo de todos para ganhar um pouco mais de areia em sua ampulheta.
De qualquer forma sua novela não acabou ainda porque sua vida ainda tem mais capítulos a serem escritos por você, durantes essas madrugadas em que a gente conversa sobre caras que gozam em 10 segundos e ainda conseguem engravidar suas parceiras.

9 comentários:

wallace Puosso disse...

Afinal, somos um passado sem futuro ou um futuro sem passado? Uma etiqueta numa das prateleiras do fundo de um sebo numa rua sem saída... bjs!

Maria Rita disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Daniel disse...

Me apresenta esse sebo a 5 reais pq os livros que andei comprando nos últimos anos não estavam abaixo dos 15 reais aqui em São Paulo, no centro.

Beijo
Daniel

Márcio Ahimsa disse...

Oi Katrina, tudo belê?

Bom, quanto ao convite, gostaria sim de participar do Sarau organizado por vc, já estou te segundo lá no Twitter, ok.

Beijo.

Maria Andrade disse...

me interesso sim, só preciso saber a data pra me organizar pra ir, sabe q sou do interiorrr, né.. ótimo convite! obrigada ;)

Por que você faz poema? disse...

Adeus, ano novo!

Junker disse...

Meu, q diabos é esse sarau?

Ah, e feliz ano novo Katrinão.

bottleofus disse...

'-' Nunca tive um contato com sua escrita antes e me vejo pasmo diante da sintonia entre cada palavra, ainda que alheio ao assunto em pauta. Incrível. Estou admirado!

Rafael disse...

Esse texto se refere a alguém real?
E que porra de sarau é esse que não to sabendo de nada????
Bjs