domingo, 7 de novembro de 2010

Proteção.

Para não enlouquecer as palavras
que se esquecem em minha cabeça
decido por elas
sou eu quem enlouqueço.

11 comentários:

Márcio Vandré disse...

Eu também sempre enlouqueço, mas é por opção minha, garanto.
Obrigado pelo comentário!
Nada de lixo de textos aqui! :)
Um beijo e passar bem!

deh ramos disse...

"Essas palavras que escrevo me protegem da completa loucura.." Charles Bukowski

Às vezes, é bom se deixar levar pelo que se pensa. Mas é preciso também uma cordinha pra segurar os baloes do pensamento e nao voar junto com o vento.

Lucia M. Ghaendt-Möezbert disse...

De lixo não tem nada mesmo! Você vai direto ao ponto sem perder o lirismo. Parabéns! (:

Déborah A. disse...

Lixo aqui realmente só o nome, muito injusto por sinal. Adorei aqui, tudo.
Parabéns.
Bjs, boa semana.

Dandara disse...

loucura santa todos os dias

Maria Andrade disse...

quem é o deserto? que é o desertor?

Mai disse...

E enlouquecida escreve e assim num recomeço insano o que era louco se apazigua.
Legal!

homensdopantano disse...

a opinião sincera é um bagulho inútil
uma lagartixa perneta
tem mais serventia

! Marcelo Cândido ! disse...

Se a gente deixar de escrever
e começar a pensar demais
Enlouquecemos
!!!

cervan disse...

Ótimo!!!

Francisco Jamess disse...

será que os contos da minha cabeça estão enlouquecendo?