domingo, 6 de fevereiro de 2011

La Revancha del Tango

Arranco um suspiro de uma página, respiro.
O som do meu peito tem a ausência de um tango, do último a tocar nossos corpos que enfim se cruzaram num arfar de pernas pelas ruas descontínuas de São Paulo.
Dos teus vícios, ficaram apenas os meus
insossos
Sobre minha pele, alguns bilhetes do tempo
para que eu não me esqueça do que já se passou.
Sob minha pele, alguns bilhetes teus
para que eu jamais me esqueça por onde você passou.

Encontro alguns pedaços de nós, dentro de uma gaveta,
rascunhos de poemas que jamais
serão endereçados
por jamais
existir um lar.

É, eu sei, não tenho porque sorrir
mas sorrio aos pedaços de outros que já se foram
inteiros.

Enquanto isso, ao pé do ouvido, desisto.

Desculpe Gardel, Contra el destino nadie la talla, se terminaron para mi todas las farras,
Mi cuerpo enfermo no resiste más...

quem sabe, num próximo tango, você me engana.

10 comentários:

Daniel disse...

A cada passagem por nossa vida, é como se ficâssemos marcados, como uma tatuagem. São marcas eternas que servem para nos moldar ao longo dos anos.

Daniel

Vital disse...

ah, eu adoro a crueldade dos amantes mal amados e dessa coisa de saber os enganos.

Juliana Amado disse...

Katrina, você escreve tão, mas tão bem. de um jeito diferente, mas sem deixar de amarrar o texto. Gosto das suas metáforas.

Neste texto me chamou a atenção, você ter usando o tango. Gosto muito da cultura argentina.

Alex disse...

e vamos acumulando todas essas marcas, de todas essas pessoas...é a nossa criação.

gipicles disse...

não faço mais questão de me deixar enganar por outro tango...

Roberto disse...

Como gostei desse tango todo embaralhado em poemas marcados.

beijos.

ursocongelado disse...

Massa.

. disse...

Perdida em Atibaia? haha

Beijo!

Ju Fuzetto disse...

Esses poemas marcados na rima incerta de um tango são pedaços de sentimentos depositados no porão do pensamento. O amor tem dessas ironias....

Beijos pra vc!

george jung disse...

pôxa, adorei o tango. o texto todo tanga!