domingo, 7 de junho de 2009

De cera os teus pés
velas seus passos
fogo, meu adeus.

3 comentários:

Madame Morte disse...

E tudo derrete e decompõe tão longo quanto o corredor sem fim.Sentido é só pra quem precisa dizer algo.

Nadja disse...

Que lindo isso!


bjos

Marcelo Mayer disse...

...